Academia Problemática e Obscura


O que foi?

Em 1721 é criada a Academia Problemática e Obscura de Setúbal. Trata-se da primeira e única academia sadina e uma das primeiras do país. A primeira sessão, a 30 de Maio, coloca o problema “Qual fizera mais, se Alexandre em conquistar o mundo, se Diógenes em desprezá-lo?”, tendo dois antagonistas. Estava assim criada a primeira instituição formal de Cultura, em Setúbal. Com ela, advém também um volume de produção artística e cultural impensável sem esse associativismo. As preocupações sobre a identidade sadina estão implícitas desde o início, visto que os seus membros ou são naturais de Setúbal, ou vivem nela e as reuniões são, igualmente, apenas nesta cidade. Ao contrário do que se tem pensado, esta academia não foi efémera, teve uma vivência até bastante longa, estando ainda activa nos anos 60 de setecentos. Nessa academia fundiam-se questões culturais, artísticas, musicais e poéticas, em fraterno debate. Eis a tradição e a identidade que o espaço pretende recuperar.

1 comentário:

isabel victor disse...

Viva !

Com um elo nas páginas do caderno ...

atentamente ...
o programa segue dentro de momentos.


BlogAbraço




IV